Ao contrário da Unicamp, USP usará o Enem.

Estaduais tomam caminhos diferentes em relação a utilização ou não das notas do Enem 2021

No dia seguinte da divulgação da Unicamp, de que não utilizará as notas no Enem, a USP informa que, além de utilizar as notas subiu para 50% o número de vagas destinadas a alunos da Rede Pública.

Unicamp: Após o INEP (Instituto Nacional de estudos e Pesquisas decidir sobre o novo calendário do Enem, tendo em vista o conflito de datas, a Unicamp, por meio da Comvest, se manifestou no sentido de não utilizar a prova do Enem como meio de ingresso dos alunos, entretanto essas vagas estarão mantidas, sendo que 15% das vagas, que eram preenchidas por meio do Enem, serão mantidas, ou seja, a Unicamp garantirá, 322 para alunos da rede pública, 172 vagas está assegurada para alunos da rede pública auto declarados pretos ou pardos e 145 vagas para alunos da rede privada auto declarados pretos ou pardos, com isso, embora a prova do Enem não seja utilizada como processo seletivo.

Além disso a Unicamp declarou que os outros processos seletivos PAAIS e manutenção de 50% de vagas para alunos da rede pública, está mantido.

Outra novidade apresentada foi a de reabertura do período de solicitação de isenção de taxa, visto que muitos dos alunos que utilizariam o Enem poderiam ser prejudicados por não terem realizado a inscrição. O período para solicitação de isenção de taxa, inicia-se hoje e vai até o dia 31/07.

As inscrições do vestibular serão de 30/07 a 08/09

A Unicamp informou ainda que a segunda fase passará de 11500 para 16500, já que esse número é medido levando em consideração as vagas totais da primeira fase. Ou seja, quase 5 mil pessoas a mais irão para a segunda fase.

A Pandemia trouxe ainda novas mudanças, com o intuito de assegurar um certa adequação a realidade, a prova da Unicamp deixará de ter 90 questões e passará a ter 72, além de, conforme informado anteriormente, a quantidade de obras literárias foi revista e diminuída, bem como o formato da prova deverá ser menos crítico.

USP: No sentido oposto, a USP declarou nesta manhã de quinta feira, que o novo calendário do Enem não afetará a possibilidade da utilização das notas para ingresso por meio do SISU.

Além deu utilizar as notas do Enem, informaram ainda que, aumentaram as reservas de vagas para alunos que cursaram o ensino médio inteiro na rede pública:

“No próximo ano, serão oferecidas 11.147 vagas, das quais 8.242 destinadas para seleção pelo vestibular da Fuvest. As 2.905 vagas destinadas pela Universidade de São Paulo para a seleção de estudantes pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu)/Enem estão mantidas.” 

Fiquem atentos, pois mais mudanças ocorreram! Conforme matéria publicada no G1, as provas de habilidades específicas de música e artes cênicas serão on-line e as provas específicas de artes visuais foram eliminadas.

Se você não se inscreveu ainda dá tempo, estarão abertas de 31 de agosto até 23 de outubro, no valor de R$ 182,00, mas você ainda pode tentar a isenção ou dedução do valor da taxa até amanhã, dia 24.

Mundo ENEM é destaque na EPTV Campinas

Logo após a divulgação das alterações no Vestibular da Unicamp nossas alunas e direção foram procuradas pela EPTV para falar sobre

Última turma de curso Pré-Vestibular

Início: 17/08/20

Aulas de segunda à sexta-feira das 19:40 às 22:40.

As aulas vão até 23 de fevereiro de 2021 passando pela prova do ENEMUnicampUsp Unesp.

Mais de 100 aulas AO VIVO + Simulados ENEM TRIUnicampUNESP e Fuvest.

Para maiores informações clique no banner abaixo:

Ao contrário da Unicamp, USP usará o Enem.
Compartilhe!

Comentários

comments