Blog | Mundo Enem | Curso Pré-Vestibular Indaiatuba | Campinas

Entenda como funciona o processo de digestão dos alimentos

O sistema digestório é composto de um tubo digestivo – também chamado de trato gastrointestinal ou trato digestivo dos órgãos anexos.

Os órgãos do tubo digestivo são a boca, o esôfago, o estômago, o intestino delgado, o intestino grosso e o ânus. Fígado, o pâncreas e a vesícula biliar são os órgãos anexos do sistema digestório.

O intestino delgado tem três partes. A primeira parte é chamada de duodeno. O jejuno está no meio e o íleo está no final. O intestino grosso inclui o apêndice cecal, o ceco, o cólon e o reto. O apêndice cecal é uma bolsa em forma de dedo ligada ao ceco. O ceco é a primeira parte do intestino grosso. O cólon é o próximo. O reto é o fim do intestino grosso.

Anatomia-do-sistema-digestório (2)

Bactérias no seu trato gastrointestinal, também chamadas de flora intestinal ou microbioma, ajudam na digestão. Partes do seu sistema nervoso e circulatório  sistemas também ajudam. Trabalhando juntos, nervos, hormônios, bactérias, sangue e os órgãos do seu sistema digestório, digerem os alimentos e líquidos que você come ou bebe todos os dias.

Por que a digestão é importante?

A digestão é importante porque seu corpo precisa de nutrientes para funcionar adequadamente e permanecer saudável. Proteínas, gorduras, carboidratos, vitaminas, minerais e a água são nutrientes. Seu sistema digestório quebra nutrientes em partes pequenas o suficiente para seu corpo absorver e usar para energia, crescimento e reparo celular.

  • Proteínas se transformam em aminoácidos
  • As gorduras se transformam em ácidos graxos e glicerol
  • Carboidratos se transformam em açúcares simples

Como meu sistema digestório funciona?

Cada parte do seu sistema digestório ajuda a mover a comida e o líquido através do tubo digestivo. Uma vez que os alimentos são divididos em partes pequenas o suficiente, seu corpo pode absorver e mover os nutrientes para onde eles são necessários. Seu intestino grosso absorve água, e os produtos residuais da digestão se transformam em fezes. Nervos e hormônios ajudam a controlar todo o processo.

Como os alimentos se movem através do meu trato gastrointestinal?

A comida se move por um processo chamado peristaltismo. Os grandes órgãos ocos do seu trato gastrointestinal contém uma camada de músculo que permite que suas paredes se movam. O movimento empurra comida e líquido através do seu trato gastrointestinal e mistura o conteúdo dentro de cada órgão. O músculo por trás da comida se contrai e aperta a comida para a frente, enquanto o músculo em frente à comida relaxa para permitir que a comida se mova.

Boca. A comida começa a se mover pelo trato gastrointestinal quando você come. Quando você engole, sua língua empurra a comida para dentro da garganta. Um pequeno retalho de tecido, chamado de epiglote, se dobra sobre a traquéia para evitar asfixia e a comida passa para o esôfago.

Esôfago. Uma vez que você comece a engolir, o processo se torna automático. Seu cérebro sinaliza os músculos do esôfago e o peristaltismo começa.

Esfíncter esofágico inferior. Quando a comida chega ao final do esôfago, um músculo em forma de anel – chamado de esfíncter esofágico inferior – retrai e deixa a comida passar para o estômago. Este esfíncter geralmente permanece fechado para impedir que, o que está em seu estômago volte para o esôfago.

Estômago. Depois que a comida entra em seu estômago, os músculos do estômago misturam a comida e o líquido com os sucos digestivos. O estômago lentamente esvazia seu conteúdo, chamado quimo, em seu intestino delgado.

Intestino delgado. Os músculos do intestino delgado misturam comida com sucos digestivos do pâncreas, fígado e intestino, e empurram a mistur. As paredes do intestino delgado absorvem a água e os nutrientes digeridos em sua corrente sanguínea. Como o peristaltismo continua, os produtos residuais do processo de digestão se movem para o intestino grosso.

Intestino grosso. Os produtos residuais do processo de digestão incluem partes não digeridas de alimentos, fluidos e células mais velhas do revestimento do trato gastrointestinal. O intestino grosso absorve a água e altera os resíduos do líquido para as fezes. O peristaltismo ajuda a mover as fezes para o reto.

Reto. A extremidade inferior do intestino grosso, o reto, armazena as fezes até que ela empurre as fezes para fora do ânus durante o movimento do intestino.

desconto_enem

Como meu sistema digestório quebra a comida em pequenas partes para que possa ser usado?

À medida que a comida passa pelo trato gastrointestinal, seus órgãos digestivos dividem a comida em partes menores usando:

  • digestão mecânica, como mastigar, apertar e misturar
  • digestão química, como ácido estomacal, bile e enzimas

Boca. O processo de digestão começa em sua boca quando você mastiga. Suas glândulas salivares produzem saliva, um líquido, que umedece os alimentos para que ele se mova mais facilmente através do esôfago até o estômago. A saliva também tem uma enzima que começa a quebrar os amidos em sua comida.

Esôfago. Depois de engolir, o peristaltismo empurra a comida pelo esôfago até o estômago.

Estômago. Glândulas no revestimento do estômago produzem ácido clorídrico e enzimas que quebram os alimentos. Os músculos do seu estômago misturam a comida com estes sucos digestivos.

Pâncreas. Seu pâncreas produz um suco digestivo com enzimas que quebram carboidratos, gorduras e proteínas. O pâncreas entrega o suco digestivo ao intestino delgado através de pequenos tubos chamados ductos.

Fígado. Seu fígado faz um suco digestivo chamado bile que ajuda a digerir gorduras e algumas vitaminas. Os ductos biliares transportam a bile do fígado para a vesícula biliar para armazenamento, ou para o intestino delgado para uso.

Vesícula biliar. Sua vesícula biliar armazena bile entre as refeições. Quando você come, sua vesícula biliar libera bile através dos ductos biliares em seu intestino delgado.

Intestino delgado. Seu intestino faz suco digestivo, que se mistura com suco biliar e pancreático para completar a quebra de proteínas, carboidratos e gorduras. Bactérias no intestino delgado produzem algumas das enzimas que você precisa para digerir carboidratos. Seu intestino delgado move a água da corrente sanguínea para o trato gastrointestinal para ajudar a quebrar a comida. Seu intestino delgado também absorve água com outros nutrientes.

Intestino grosso. No intestino grosso, mais água se move do trato gastrointestinal para a corrente sanguínea. Bactérias no intestino grosso ajudam a quebrar os nutrientes restantes e a produzir vitamina K. Produtos residuais da digestão, incluindo partes de alimentos que ainda são muito grandes, tornam-se fezes.

O que acontece com a comida digerida?

O intestino delgado absorve a maior parte dos nutrientes dos alimentos e o sistema circulatório os transfere para outras partes do corpo para armazenar ou usar.

Células especiais ajudam os nutrientes absorvidos a atravessar o revestimento intestinal para a corrente sanguínea.

Seu sangue transporta açúcares simples, aminoácidos, glicerol e algumas vitaminas e sais para o fígado. Seu fígado armazena, processa e fornece nutrientes para o resto do corpo quando necessário.

O sistema linfático, uma rede de vasos que transportam glóbulos brancos e um fluido chamado linfa por todo o corpo para combater infecções, absorve ácidos graxos e vitaminas.

Seu corpo usa açúcares, aminoácidos, ácidos graxos e glicerol para construir substâncias que você precisa para energia, crescimento e reparo celular.

banner_preenem

 Como meu corpo controla o processo de digestão?

Seus hormônios e nervos trabalham juntos para ajudar a controlar o processo de digestão. Hormônios

As células que revestem o estômago e o intestino delgado produzem e liberam hormônios que controlam o funcionamento do sistema digestório. Esses hormônios dizem ao seu corpo quando produzir e liberar sucos digestivos e enviar sinais ao seu cérebro que você está com fome ou com sede. Seu pâncreas também produz hormônios importantes para a digestão.

Nervos

Você tem nervos que conectam o sistema nervoso central – o cérebro e a medula espinhal – ao sistema digestório e assim, controlam algumas funções digestivas.

Por exemplo, quando você vê ou cheira comida, seu cérebro envia um sinal que faz com que suas glândulas salivares “produzam água na boca” para prepará-lo para comer.

Quando o alimento estica as paredes do trato gastrointestinal, os nervos do liberam muitas substâncias diferentes que aceleram ou retardam o movimento dos alimentos e a produção de sucos digestivos. Os nervos enviam sinais para controlar as ações dos músculos do intestino para contrair e relaxar para empurrar a comida pelos intestino.

Contribuição de Daniel Pereira  do site Planeta Biologia https://planetabiologia.com

Como escolher um curso Pré-Vestibular em Indaiatuba?

ALUNOSMais da metade dos alunos desistem nos primeiros 4 meses de cursinho, na verdade 65% dos alunos que iniciam um curso Pré-Vestibular ou Preparatório para o ENEM desistem no final do primeiro semestre. Isso acontece principalmente por que a maioria desses alunos sofreram com tanta aula vaga, tanta greve, tanta falta de professor, tanta sala de aula superlotada, tantos outros problemas, tanto dentro como fora de casa que ficou impossível acompanhar qualquer aula de física durante o ensino médio.

Isso aconteceu com você? Então veja:

75% dos professores que dão aulas de física não são formados em física. Apenas 10% dos alunos que terminam o Ensino Médio sabem mais que “regra de três” em matemática.

Quando um aluno entra em curso Pré-Vestibular ele encontra:

Leia Mais

Saiba como garantir o Certificado do Ensino Médio!

prova-enccejaEncceja 2017:  MEC divulga datas de exame que substitui ENEM para certificar ensino médio. A prova será aplicada no dia 22 de outubro, nos períodos da manhã e tarde e as inscrições gratuitas vão acontecer entre os dias 7 e 18 de agosto, as inscrições acontecem entre o dia 7 (às 10h horário de Brasília). O prazo vai até as 23:59 do dia 18 de agosto.

As inscrições para o Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos). Prova que substituirá o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) na função de certificação para o ensino médio.

Leia Mais

Preparativos para o ENEM 2017: Biodiversidade

Vocês sabiam que o Brasil é o país que apresenta a maior biodiversidade de flora e fauna do mundo?

O Brasil, com seus 8,5 milhões Km² ocupa aproximadamente a metade da América do Sul e tem múltiplas zonas climáticas: o semiárido no Nordeste, trópico úmido no Norte e áreas temperadas no Sul.

A extensão territorial e os climas encontrados em casa região do país são os fatores principais para as amplas variedades de animais, plantas, microrganismos e ecossistemas.

 para-cortar-custos-enem-tera-gratuidade-limitada-e-veto-a-combr_1448057Vamos relembrar o que é flora e fauna e conhecer melhor nossa terra tão abençoada de natureza:

Flora: agrupamento de espécies vegetais de uma certa região ou ecossistema específico que pode ser muito rico ou pobre em suas variedades dependendo do lugar em que se encontra.

Cada ecossistema tem uma flora particular, habituada às categorias ambientais de sua região. Esses vegetais podem ser classificados como plantas e árvores, etc.

A flora brasileira é considerada a região mais rica em vegetais por conter diversos ecossistemas: Amazônia (cacaueiro), Cerrado (jacarandá), Mata Atlântica (pau-brasil), Caatinga (sicana), Pantanal (vitória-régia), e etc.

Leia Mais

Ano que vem, 130 anos de Lei Áurea

Sempre abordo o tema “fim da escravidão institucionalizada no Brasil”, eu me lembro de uma pichação que fez parte da minha infância e adolescência. Em um muro de fábrica, numa avenida perto da casa de meus pais, a inscrição: “100 anos do fim da escravidão e a polícia ainda é racista”. Quantas vezes fiquei refletindo sobre assunto enquanto passava por aquele muro!

160_anos_da_lei_aurea

Quando digo “fim da escravidão institucionalizada”, não estou tentando falar bonito ou difícil! É uma forma de deixar claro que a escravidão em si, não acabou. Precisamos compreender duas coisas:

A primeira é que a lei áurea não significou a libertação imediata de todos os negros, assim como a proibição do tráfico de escravos em 1831 não significou o fim do tráfico e a Lei Eusébio de Queiroz de 1850 não impediu que escravos continuassem desembarcando ilegalmente no Brasil. A promulgação, divulgação e execução das leis não eram imediatas no século XIX. Mas também ainda não são hoje, e só para ilustrar meu argumento, estive recentemente em uma cidade na região do Vale do Rio São Francisco, onde, apesar da legislação de transito, nas dezenas de moto que vi circulando, a utilização do capacete era a exceção. Mas voltando ao tema, a escravidão pode ter sido abolida nas principais cidades ou fazendas com mais notoriedade, mas em fazendas menores e mais afastadas, a lei áurea foi apenas o início de um processo.

Leia Mais

Vai prestar Fuvest ou a Unicamp? Não perca!

Pelo terceiro ano o Mundo ENEM Pré-Vestibular apresenta o seu Especial Fuvest Unicamp de “Obras Literárias”. O evento começou em 2014 e nos últimos anos tem ganhado cada vez mais adeptos, inclusive com alunos de outros cursinhos que geralmente já estão de férias nesta época do ano.

fuvest unicam

Para o Mundo ENEM o período de preparação é tão curto que cada momento precisa ser muito bem planejado. “Quebrar o ritmo no meio do semestre é importante, porém nada de férias”, é o que garante a diretora do cursinho Mariana B. Correa.

Então se você está de olho nos vestibulares da Unicamp e da Fuvest não perca o foco da sua preparação para os vestibulares, participe da nossa Semana Especial de “Obras Literárias” .

O Vestibular está cada vez mais competitivo, por isso compreender a relação entre a obra e um determinado contexto é muito importante, para isso o Mundo Enem prepara um conteúdo de ponta e alinhado a essa proposta.

Leia Mais

Diferente do ENEM, a inscrição para nova prova de certificação do ensino médio será de GRAÇA!

O ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) a partir de 2017 não servirá mais como forma de certificação do Ensino Médio para os alunos que deixaram de estudar, como aconteceu nos últimos anos. Em seu lugar voltou a ser utilizado o ENCCEJA (Exame Nacional para Certificações de Competências de Jovens e Adultos).

Regra para o Encceja

Além disso, o ENCCEJA tem a inscrição GRÁTIS! As inscrições podem ser feitas até 07 de agosto pelo site.

Note que a prova do ENCCEJA será composta por uma Redação + 15 questões de Matemática, 15 questões de Linguagens, 15 questões de Ciências Humanas (história, filosofia e geografia) e 15 questões de Ciências da Natureza (química, física e biologia).

Desde 2009 o Mundo ENEM preparou e Certificou 100% dos seus alunos que tinham o mesmo sonho: concluir o ensino médio!

Leia Mais

Mundo ENEM foca em Física para o ENEM e Vestibulares

Física: Como mandar bem no ENEM 2017?

Faltam pouco mais de 4 meses para a realização do ENEM 2017. Depois de aplicar diversos SIMULADOS, em várias escolas, descobrimos a matéria em que os alunos mais têm dificuldade: FÍSICA. Pensando nisso, resolvemos separar os conteúdos que mais caem nessa matéria. Veja o que preparamos para você.

O que mais cai de físcia no ENEM

O que mais cai de físcia no ENEM

A prova do ENEM é dividida em 4 áreas do conhecimento + Redação e, dentro da área de conhecimento de Ciências da Natureza, o conteúdo de Física é o mais importante! Isso acontece porque cada questão da prova tem um “peso” ou “valor”. Sendo assim, as questões que os alunos mais acertam são tidas como mais fáceis (valem menos) e as questões que os alunos menos acertam, tidas como mais difíceis (valem mais). Imagine todas aquelas aulas-vagas de Física. Agora some tudo isso ao fato de que a cada 100 professores de Física, apenas 25 são formados na área, você acha que realmente está preparado para fazer a prova do ENEM no final do ano?

Não adianta fazer de conta que sabe quando na verdade não se sabe. Faça o teste, baixe agora uma prova qualquer dos anos anteriores e tente resolver os exercícios de Física. Você verá que muito dos conteúdos cobrados você não faz ideia por onde começar para resolver!

Leia Mais

Vestibular Sem Fronteiras: Universidade oferece 25 bolsas

Anhembi Morumbi oferece bolsas internacionais

O curso acontecerá no próximo ano e a prova no mês de julho de 2017

estudar_exterior

Estudar fora do Brasil já uma realidade e faz muito tempo, são vários os programas disponíveis, entre eles está o “Vestibular Sem Fronteiras” da Universidade Anhembi Morumbi que está com inscrições abertas, são 25 bolsas integrais em seu programa internacional de férias.

Leia Mais

A minha vontade é forte

14389Olá, pessoal! Tudo bem?

Quantas vezes deixamos de realizar um sonho porque não fomos fortes o suficiente para buscá-lo?

Temos muitas vontades, queremos ingressar em uma boa universidade, queremos ter um bom carro, queremos viajar, queremos, queremos, queremos…..

Leia Mais